O designer encerrou o primeiro dia com uma coleção inspirada na corrente artística fundada no início do século 20.
Os fundadores do Bauhaus, e todas as expressões artísticas das décadas que os mesmos influenciaram, deram mote à coleção de Ricardo Preto, a mesma que encerrou o primeiro dia da 48.ª edição da ModaLisboa.
Presença assídua na semana da moda lisboeta, Ricardo Preto baseou-se nos verdadeiros modernistas levando até à passerelle do Centro Cultural de Belém, uma coleção composta por silhuetas geométricas, inspiradas no movimento. Assistiu-se também a um contraste entre matérias clássicas e novos materiais, já por si identificativos do trabalho do designer.
Para a próxima estação fria, Preto apostou nos tons escuros — transportando até à runaway um classicismo que já lhe é habitual —, incluindo ainda variações de azul e musgo, permeados por tons ocre e alfazema.
Desde o ano de 2016 que o designer desenha as coleções Ricardo Preto exclusively for Rustan’s Men and Woman, e U by Ricardo Preto for Rustan’s Men and Woman, assim como acessórios para as duas linhas, que estão atualmente à venda no mercado asiático.
A par da criação de coleções próprias, o criador tem trabalhado na área de produção de moda para diversas revistas de moda e lifestyle nacionais e desenvolvido parcerias criativas com várias marcas.


You may also like

Back to Top